Entre em contato com a APEC mais próxima: clique aqui


O MAIOR PROBLEMA NA ÁREA DO ENSINO DAS CRIANÇAS EM MINHA IGREJA É?


Total de Votos   328
Ver Resultado

Visualizar todas Enquetes

2016-11-30 | Administrador

COMO EDUCAR FILHOS EM NOSSA ÉPOCA? (2)


COMO EDUCAR FILHOS EM NOSSA ÉPOCA? (2)

OS MALES E AS CORRUPÇÕES DOS ÚLTIMOS DIAS

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão...” (2 Timóteo 3.1).

Vimos no artigo anterior que as características dos homens dos últimos dias estão patentes tanto na época de Paulo como ao longo de toda história, até hoje, nesta era da Mídia. Nunca se percebe que as coisas se tornam mais fáceis (exceto em tempos de avivamento espiritual), pelo contrário, há tempos piores pela frente.
O problema não está na MÍDIA, é claro, mas naqueles que a utilizam. O problema está no aumento da maldade, no avanço do pecado, no desenvolvimento da apostasia, no afastamento de Deus que faz o homem ser exatamente como descrito por Paulo:

• Egoísta – amante de si mesmo, que se torna um vício maldoso, quando a pessoa exclui o seu próximo. Faz de si mesmo o seu próprio deus.
• Avarento – amante da prata, amante do dinheiro (o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males, é idolatria). Faz do dinheiro e das possessões materiais o seu deus.
• Jactancioso – presunçoso, arrogante, uma atitude mental que leva a pessoa a ser fingida e enganadora, dizendo coisas impressionantes e pretensiosas de si mesmos. Ama aparentar algo que não é.
• Arrogante – orgulhoso, que se louva a si mesmo e que desmerece o outro.
• Blasfemador – abre a sua boca para com palavras abusivas profanar e degradar tudo o que é sagrado.
• Desobediente aos pais – atitude de desconsideração para com a autoridade dos próprios pais.
• Ingrato – não consegue dizer “muito obrigado” por nada e para ninguém.
• Irreverente – mostra rebeldia e usa palavras de desacato, desrespeitosa especialmente para com autoridades.
• Desafeiçoado – sem afeto natural, com desejo de inimizade, gera desgosto no relacionamento com as pessoas.
• Implacável – irreconciliável e duro no tratamento com os demais, não consegue perdoar os outros.
• Caluniador – prejudica os outros com palavras difamadoras, com acusações falsas, gosta de criar discussões e de jogar uma pessoa contra outra.
• Sem domínio de si – pessoa escravizada, viciada, que forma hábitos que prejudicam a sua personalidade e que destroem a sua fibra moral.
• Cruel – que tem alegria em fazer o que é mal, em prejudicar o outro, que age de maneira dura, insensível, brutal e desumana.
• Inimigo do bem – desprovido de amor natural para aquilo que é bom e correto.
• Traidor – age de maneira desleal e traiçoeira.
• Atrevido – age de modo malcriado, irreverente e com ousadia dá vazão as suas paixões descontroladas.
• Enfatuado – cheio de si mesmo não percebe que o seu bom senso está obscurecido pelo orgulho e pelo seu senso exagerado de elevada importância pessoal.
• Mais amigo dos prazeres do que amigo de Deus – o hedonista típico que faz da busca do prazer individual o seu deus e que se entrega a um estilo de vida onde o que importa é a satisfação dos seus desejos.
• Tendo forma de piedade – que aparenta ser religioso e até que diz gostar da religião, mas sem qualquer tipo de vida espiritual autêntica em si mesmo. Só aparência, sem realidade. Tem vida espiritual superficial. Tem muitas noções religiosas no cérebro, mas não sentem nada em seus próprios corações.
• Sensual – que se entrega aos prazeres do sexo ilícito, que se corrompe com práticas sexuais pervertidas, que sem escrúpulos e com sagacidade pratica a arte da sedução, destruindo famílias e profanando o nome de Cristo.
• Aprende sempre e não chega à verdade – sem o genuíno arrependimento, a mudança de mente e de coração, não há como reconhecer a verdade que é transformadora, que leva a uma vida autêntica, a um andar como Jesus Cristo andou num andar naquele que disse eu sou a verdade.
• Resiste à verdade – se opõe não aceita, discute.
• Corrompido na mente – não consegue pensar corretamente porque a maldade e o pecado embotam as faculdades intelectuais e deixam a mente entenebrecida, no escuro, sem a compreensão da verdade.
• Réprobo quanto à fé – desaprovado, moeda falsa.
• Insensato – louco, tolo, mesmo que se considere a si mesmo um gênio.
• Seu fracasso é certo – o sucesso temporário e um andar longe de Deus no final serão trágicos.

Se as coisas ao invés de irem melhorando, acabam piorando e se agravando cada dia mais...
Se no meio da própria cristiandade há tantos que se voltam para outros deuses e abandonam ao Deus verdadeiro...
Se a cada dia cresce um estilo de vida cada vez mais contrário aos princípios eternos da Palavra de Deus...

Como é possível sobreviver num tempo assim?
Como é possível formar e manter uma família?
Como é possível educar os próprios filhos?

Continua no próximo número

Gilberto Celeti
Superintendente Nacional da APEC
superintendencia.apec@apec.com.br

 
| 1 | 2 |3 |4 |5 |6 |7 |8 |9 |10 |11 |12 |13 |14 |15 |16 |17 |18 |19 |20 |21 |22 |23 |24 |25 |26 |27 |28 |29 |30 |31 |32 |33 |34 |35 |36 |37 |38 |39 |40 |41 |42 |43 |44 |45 |46 |47 |48 |