APEC -- COMO EDUCAR FILHOS EM NOSSA ÉPOCA? (1)
Entre em contato com a APEC mais próxima: clique aqui


O MAIOR PROBLEMA NA ÁREA DO ENSINO DAS CRIANÇAS EM MINHA IGREJA É?


Total de Votos   1110
Ver Resultado

Visualizar todas Enquetes

2016-10-22 | Administrador

COMO EDUCAR FILHOS EM NOSSA ÉPOCA? (1)

Entramos na IDADE MÍDIA!

 COMO EDUCAR FILHOS EM NOSSA ÉPOCA? (1)

Qual o nome que pode ser dado à nossa época, neste início do século 21?

Penso que entramos na IDADE MÍDIA.

A definição do dicionário (Aurélio) é a seguinte:

MÍDIA – O conjunto dos meios de comunicação, e que inclui, indistintamente, diferentes veículos, recursos e técnicas, como, p. ex., jornal, rádio, televisão, cinema, outdoor, página impressa, propaganda, mala-direta, balão inflável, anúncio em site da Internet, etc.

Fala-se muito em:

• Mídia alternativa - de menor custo (cartazes em estações do Metrô, luminosos em taxi, etc., e de maior custo (comerciais em televisão, anúncios em jornais de grande circulação, etc)

• Mídia digital – baseada em tecnologia digital: internet, TV digital, gravação digital de dados como o CD-ROM

• Mídia eletrônica – rádio, televisão, cinema

• Mídia impressa – jornais, revistas, mala-direta com folder, catálogo, etc.

É avassalador o volume de informações que chega através da MÍDIA, especialmente através da Internet, via E-mail. É também cada vez mais intensa a comunicação entre as pessoas através dos sites de relacionamentos (Twitter, Facebook, Sonico, Buzz, etc).

É claro que numa época assim ocorrem mudanças significativas em toda a sociedade e isto afeta comportamentos em todos os ambientes sociais: no trabalho, na igreja, na escola, na família, etc.

Vamos considerar o capítulo 3 da segunda carta que o apóstolo Paulo escreveu para Timóteo. Esta carta é considerada pelos estudiosos como a última que foi escrita por Paulo, pouco tempo antes de seu martírio. Vamos buscar neste texto orientações para encarar nosso momento histórico e dentro desta realidade educar os nossos filhos nos princípios da Bíblia, a Palavra Sagrada de Deus.

OS MALES E AS CORRUPÇÕES DOS ÚLTIMOS DIAS

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes, pois entre eles se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados e conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade. E, do modo por que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé; eles, todavia, não irão avante; porque a sua insensatez será a todos evidente, como também aconteceu com a daqueles” (2 Timóteo 3.1-9).

Na verdade as coisas já eram ruins na época de Paulo e ao longo da história nunca se percebe que as coisas se tornam mais fáceis, pelo contrário, há tempos piores pela frente. Quem presta atenção nas palavras mais usadas nos noticiários, sem dúvida já notou a preeminência da pequena palavrinha “CRISE”:

• Crise religiosa

• Crise moral

• Crise familiar

• Crise política

• Crise econômica

• Crise social

• Crise diplomática

• Crise internacional

Para os cristãos, é considerado o tempo dos “ÚLTIMOS DIAS”, toda esta época que teve início após a ascensão aos céus do Filho de Deus, o Senhor Jesus Cristo e a subseqüente vinda do Espírito Santo, cujo registro se encontra no livro de Atos capítulos 1 e 2.

Os primeiros cristãos, cuja história está especialmente registrada no livro de Atos, não imaginavam que este tempo teria tanta duração, como nós hoje podemos perceber. Estamos prestes a entrar na segunda década do século vinte e um. Ano a ano, década a década, século a século, estes tempos difíceis tem estado diante de todos e não seria diferente para nós, agora.

O problema todo não está na MÍDIA, é claro, mas naqueles que a utilizam. O problema está especialmente no aumento da maldade, no avanço do pecado, no desenvolvimento da apostasia, no afastamento de Deus.

Continua no próximo número

Gilberto Celeti
Superintendente Nacional da APEC
superintendencia.apec@apec.com.br

 

 
| 1 | 2 |3 |4 |5 |6 |7 |8 |9 |10 |11 |12 |13 |14 |15 |16 |17 |18 |19 |20 |21 |22 |23 |24 |25 |26 |27 |28 |29 |30 |31 |32 |33 |34 |35 |36 |37 |38 |39 |40 |41 |42 |43 |44 |45 |46 |47 |48 |49 |50 |51 |52 |